O inverno extremamente seco vai se despedindo com altas temperaturas. Em Curitiba, por exemplo, já são praticamente 30 dias dias sem chuva, com os termômetros alcançando os 30º graus, o que pode piorar as condições respiratórias. Aí vem o auxílio do ar-condicionado e umidificadores. Mas como utilizá-los sem prejudicar a saúde?

Segundo o otorrinolaringologista da Otorrinos Curitiba, Vinicius Ribas Fonseca, é importante observar a higienização dos aparelhos para que eles não comprometam a saúde. “Com a baixa umidade do ar e o calor intenso fora de época, os ares-condicionados e umidificadores costumam ser a solução. Mas se os filtros do ar-condicionado não forem trocados, podem causar dissipação de poeira, pólens e ácaros. Por isso, é muito importante a manutenção preventiva com a troca dos filtros”, ressalta o especialista.

A baixa umidade do ar promove um ressecamento da mucosa respiratória, o que a torna mais suscetível à inflamação. Além disso, pode haver o aumento da frequência de coriza, sangramento nasal, tosse, chio no peito e pneumonias.

Em relação aos umidificadores, uma dica importante é não deixá-los ligados durante muito tempo. “Quando o ar está muito seco, eles podem ser uma alternativa, se forem devidamente controlados. É importante lembrar que o ambiente não deve ficar úmido demais, pois isso favorece o crescimento de fungos, bactérias e ácaros. Por isso, orientamos que os umidificadores não fiquem ligados durante a noite inteira, por exemplo”, alerta.

Encarando o clima seco

O doutor Vinicius deu outras dicas para  encarar o clima tempo sem grandes prejuízos à saúde:

– Uso de soro fisiológico: lave as narinas com soro fisiológico, pois ele limpa e umidifica, além de estabilizar o pH da mucosa nasal e a diminuir o desconforto no nariz. É bom lembrar que os descongestionantes nasais devem ser evitados sempre que possível, tanto em adultos quanto em crianças, e só devem ser utilizados mediante orientação médica.

 

– Beba bastante água: a água atua no transporte e absorção de nutrientes, auxilia no emagrecimento, melhora a pele e as funções renais. Atenção especial, também, para a saúde dos idosos e das crianças.

 

– Casa sempre limpa: deixe o ambiente ventilado e evite produtos de limpeza com odor forte (que são fatores irritantes para a mucosa respiratória). Quando for limpar a casa, utilize pano úmido para que a poeira fique no pano e não no ar.

 

Sobre Vinicius Ribas Fonseca
Vinicius Ribas Fonseca é formado em Medicina pela Faculdade Evangélica do Paraná (FEMPAR), com residência em Otorrinolaringologia pelo Hospital Angelina Caron. Também fez Mestrado e Doutorado em Cirurgia pelo Instituto de Pesquisas Médicas (IPEM) da FEMPAR. É professor titular de Otorrinolaringologia da Universidade Positivo desde 2010 e Coordenador Geral (2015) e Professor de Otorrinopediatria da Especialização em ORL do Hospital da Cruz Vermelha desde 2008. Também é Vice-presidente da Academia Brasileira de Otorrinolaringologia Pediátrica.

Sobre a Otorrinos Curitiba
A Otorrinos Curitiba é a mais nova referência no atendimento da área de otorrinolaringologia da capital paranaense. Inaugurada em setembro de 2015 no bairro Mercês, a clínica possui estrutura moderna, excelente localização, tecnologia de ponta e profissionais altamente renomados para oferecer o melhor atendimento aos pacientes.

A Otorrinos Curitiba possui horário de atendimento diferenciado: de segunda a sexta, das 8h às 22h, e aos sábados, das 8h às 20h. Para maior comodidade dos pacientes, possui estacionamento no local.

A clínica atende aos seguintes convênios: Unimed, Amil Assistência Saúde, Bradesco Saúde, Copel, Cassi, Evangélico Saúde, Mediprev, Sanepar, Saúde Caixa, Sinam, SulAmérica e Voam.

Serviço:

Otorrinos Curitiba

Rua Doutor Roberto Barrozo, 1381, 1º andar – Mercês

Telefone: (41) 3335-0302 / 3336-9640 / 3339-4084

Site: www.otorrinoscuritiba.com.br

Facebook: www.facebook.com/OtorrinosCuritibaPR/