Os presídios do Paraná estão tendo de lidar com uma nova ameaça no ar. É que criminosos começam a utilizar drones para fazer entregas de produtos como facas, canivetes, celulares e pacotes de fumo aos presidiários. Em 2016 já foram duas ocorrências. Segundo o Departamento de Execução Penal do Paraná (Depen-PR), a primeira foi registrada na Penitenciária Estadual de Cruzeiro do Oeste (PECO) e a mais recente na Penitenciária Central do Estado (PCE), em Piraquara.

Clique aqui para ler a matéria completa
Fonte: Bem Páraná